Agora nossa cidade tem
um museu pra chamar
de seu...

Criado pelo Decreto nº 41.707, de 13 de outubro de 2021, o Museu da Cidade foi inaugurado em 4 de novembro de 2021 e ocupa um prédio do início do século passado (1924). Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Decreto nº 8.634, de 26 de agosto de 1980), foi restaurado pelo Governo do Estado entre os anos 2019 e 2020.


O palacete também serviu de moradia, por alguns meses, entre 1929 e 1930, ao então presidente João Pessoa. Em seus espaços, o Museu da Cidade conta histórias relacionadas ao prédio e ao seu entorno, à nossa paisagem e arquitetura, história e geografia, assim como também aos acontecimentos que levaram ao assassinato de João Pessoa e, consequentemente, à Revolução de 1930.



O ambiente tenta reproduzir uma sala de jantar da época de sua construção, com mobiliário adquirido junto à família de João Pessoa e obras de arte cedidas em comodato pelo Instituto Histórico e Geográfico Paraibano-IHGP, importante parceiro do Museu.

SALA MANGUEIRA.

Vozes da cidade. Olhares populares de ontem e de hoje. Tantas histórias contadas, lembranças guardadas dos incríveis personagens de nossas mais virgens raízes. Pessoas que moveram e movem afetivos itinerários da nossa memória, da cidade de Nossa Senhora das Neves.

ESPAÇO MANGABEIRA

TERRAÇO JAMBEIRO

Espaço de circulação que liga o interior do palacete ao Jardim Largo da Gameleira, este, ostentando suas 300 roseiras, ipês e araçaizeiro como ponto alto do projeto paisagístico que faz uma releitura de um jardim típico dos anos 1920-40, obedecendo o projeto original deste prédio.

SALA CAJUEIRO

Nascimento da cidade, suas origens: tabajaras, portugueses, espanhóis e holandeses. Suas outras denominações e também o assassinato de João Pessoa, em 1930, fato importante na história nacional. Aliás, o nome da cidade é o registro indelével dos acontecimentos desse ano.

SALA JAQUEIRA

Aqui falamos do cotidiano e da vida simples do cidadão anônimo circulando pelo Ponto de Cem Réis ou na Festa das Neves, a padroeira da cidade. E também há espaço para os povos originários dessa terra Tabajara, uma homenagem às nossas tribos carnavalescas.

PAV TÉRREO

O que dizem nossos visitantes!

Confira alguns depoimentos de pessoas que visitaram o Museu da

Cidade de João Pessoa.

Ana Paula Cardoso

O Museu da Cidade de João Pessoa fica localizado na praça da Independência. Muito bem restaurado, apresenta a história de vários períodos, desde 1585 até os dias de hoje. A entrada é franca e há guias para visitas direcionadas. O museu funciona de terça a domingo, das 9 às 17h. Vale muito a pena conhecer.

Vitor Araújo

Finalmente a cidade possui um museu para contar sua história, o porquê do seu nome, seu desenvolvimento, as pessoas que ajudaram em sua construção. Vale muito a visita e fica ao lado do Museu do Artesanato Paraibano. Dá para se ter uma tarde de muita cultura, história e entretenimento visitando os dois espaços.

No poema de Jomar Morais Souto – Itinerário Lírico da Cidade de João Pessoa – a cidade é apresentada em versos. Ruas, ladeiras e igrejas barrocas se mesclam com palavras, sonoridades, voos de pássaros... Um canto imortal para uma cidade mutante, de aço e de vidro, mas com os pés ainda fincados nas águas do rio que lhe deu identidade.

SALA PITOMBEIRA

José Américo já dizia que nossa cidade é mais vegetal que urbana. Com sua arquitetura que transformou a paisagem do lugar, sua vegetalidade, seus perfis entre o Rio Sanhauá e as praias, a cidade só podia ser um lugar de contemplação e, portanto, de arte. Arte visual sem dúvida.

SALA SAPOTIZEIRO

TERRAÇO GUAJIRUZEIRO

Daqui se tem a melhor vista para a Praça da Independência. Antes das frondosas copas das árvores de hoje, era possível avistar no centro da praça o obelisco de granito com 10 metros de altura, como marco comemorativo da independência, concluído em 1922, há cem anos.

SALA GOIABEIRA

A obra João Pessoa: Roteiro de Ontem e de Hoje (1969), de José Américo, é um verdadeiro guia da cidade e, ainda hoje, é uma referência para se entender as muitas mudanças que ocorreram em João Pessoa – o que se perdeu e o que se preservou –, ao longo dessas décadas.

TERRAÇO COQUEIRO

Aqui também se avista a Praça da Independência, construída na gestão do prefeito Walfredo Guedes Pereira, para comemorar o centenário da independência brasileira do domínio português. Antes, o local serviu de campo para o primeiro jogo de futebol profissional realizado em João Pessoa.

PAV SUPERIOR

ASSINAR

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

A casa, os móveis, as obras de arte, o jardim...

No início dos anos 2000, o prédio estava desabitado. Em seguida, passou à propriedade do ABN ANRO Bank, sucessor do Paraiban. Em negociações com a diretoria desse banco, em 2002, o Governo do Estado conseguiu que a casa lhe fosse doada, com a proposta de adequá-la à instalação de um museu.

A transferência foi feita, mas o museu não veio. Sem uso, e mesmo sendo tombado, o prédio sofreu muitas avarias. Finalmente, entre 2019-2020, foi totalmente restaurado pelo Governo do Estado, passando a ter uma destinação definitiva: o Museu da Cidade de João Pessoa.

Dúvidas Frequentes

Como agendar uma visita?

Por meio dos nossos canais de comunicação, enviando mensagem pelo Instagram (no direct) ou pelo e-mail do Museu, aos cuidados da Sra. Ana Débora, Diretora de Ação Cultural.

Pra facilitar sua comunicação conosco e já nos adiantando sobre algumas dúvidas ou informações mais precisas...

Ainda tem alguma dúvida? Entre em contato com a gente!

Há guias especializados?

Sim. Temos guias treinados no atendimento ao público em geral. São jovens que fazem parte do Programa Primeira Chance, e que também atuam em outras instituições museais do Estado.

Qual o horário de funcionamento?

De terça a domingo, das 9h às 17h. Atenção que o horário limite para entrar é de 16h30, visto que a visita guiada dura cerca de 30 minutos.

É possível fotografar no Museu?

Sim. Tanto interna quanto externamente. Nossa sugestão é que as pessoas utilizem as fotografias publicando-as nas redes sociais, pois assim também estarão divulgando o nosso Museu. Para outros tipos de registro documental recomendamos procurar a instituição.

Como se dá a acessibilidade?

Temos todas as condições de receber, de acordo com as normas vigentes, pessoas com alguma dificuldade de locomoção. Há duas plataformas elevatórias. Uma externa, que dá acesso do estacionamento até o térreo. E, outra interna, até o primeiro andar. Assim também, os banheiros estão totalmente aptos ao uso.

Há estacionamento?

Sim. Com acesso pela entrada principal, é totalmente gratuito e possui vagas reservadas a idosos, gestantes e pessoas com alguma dificuldade de locomoção. E também possuímos um Bicicletário à disposição dos visitantes, ao lado do Jardim Mata do Buraquinho.

Galeria de Fotos

Aproveite essas imagens como inspiração para agendar uma visita presencial ao nosso Museu da Cidade. Teremos prazer em recebê-los.

Enviar agora mesmo

Contatos do Museu

Envie sua mensagem

Endereço:

Praça da Independência, 92 - Bairro de Tambiá João Pessoa, Paraíba

Cep 58020-544


Instagram:

@museudacidade.jpa


Email:

museudacidade.jpa@gmail.com

Rádio Web:

Rádio Web Jardim das Acàcias

museucidade.webradiosite.com

Fique por dentro da nossa programação, atualizações e eventos.

Inscreva-se:

Museu da Cidade de João Pessoa © 2021 - Todos os direitos reservados.

Links úteis

O Museu

Visite nosso museu,

e conheça sua história!